Estado e Políticas Públicas

Área de concentração: História Social das Relações Políticas
Descrição: Esta linha compreende as investigações históricas e/ou historiográficas sobre as formas de Estado e de governo, devidamente contextualizadas, sua dinâmica e transformação, discernindo os grupos sociais que compõem a organização estatal ou lhe dão sustentação, uma vez que o Estado jamais pode ser visto como uma entidade desvinculada das relações sociais que o produzem. De fato, a exemplo do que pensava Marx, opondo-se a Hegel, o Estado não transcende a sociedade ao se materializar na História, mas brota das contradições insolúveis geradas por esta mesma sociedade (Carnoy, 1986), cabendo à pesquisa empírica discernir como, em um momento histórico determinado, os distintos segmentos sociais se articulam no interior do Estado para produzi-lo. A linha inclui igualmente reflexões acerca da configuração material do Estado por intermédio da criação de instituições burocráticas, judiciais, policiais e militares, as quais cumprem tarefas específicas e indispensáveis para o funcionamento do governo. Além disso, a linha permite interrogar-se sobre as múltiplas instâncias de exercício do poder político no âmbito de uma determinada sociedade e as relações que mantêm entre si, quanto aos níveis executivo, legislativo e judiciário, no âmbito da administração municipal, estadual e/ou federal.
A linha de pesquisa contempla também a implementação do que podemos denominar como políticas públicas. Não obstante o termo políticas públicas, em sentido estrito, ser empregado para designar um conjunto mais ou menos integrado de medidas estatais de intervenção na economia (Rémond, 1996:23), preferimos atribuir à expressão um sentido lato. Sendo assim, concebemos políticas públicas como estratégias de ação estatal visando à consecução de objetivos políticos nos mais diversos domínios da vida em sociedade, tais como a economia, o serviço social, a educação, a integração social, a cultura e outros. Além disso, faz-se necessário analisar, em contrapartida, como o Estado se relaciona com os territórios que o cercam ou sobre os quais exerce algum tipo de ingerência, o que implica o estudo dos movimentos de expansão de fronteira, de gestão de domínios, impérios e colônias e as relações estabelecidas com outros Estados por intermédio de pactos, alianças, ligas e federações.
Projetos:

Abreviação Títuloordem decrescente Data de início Prazo (meses)
A condição humana em seu limite: testemunho e narrativa do cotidiano de um campo de concentração na obra de Primo Levi. 01/03/2009 24
AD BENEDICTIONEM: Legislação e casamento escravo comparados: Brasil e Estados Unidos 01/03/2009 36
A hecatombe de 1755 e a reconstrução dos lugares de poder na Lisboa pombalina 02/06/2015 12
IES A Invenção do Espírito Santo: narrativas de cronistas, viajantes estrangeiros e a construção de imagens sobre a província durante o século XIX 01/06/2010 24
A MAGISTRATURA LEIGA NO BRASIL INDEPENDENTE: 1829-1871 01/03/2009 36
A OBRA DE LUÍS ANTÔNIO VERNEY E A QUESTÃO DO ILUMINISMO EM PORTUGAL 03/10/2011 24
“A REPRESENTAÇÃO SOCIAL SOBRE A IMIGRAÇÃO NA MÍDIA BRASILEIRA – Mapeamento e análise dos discursos comunicacionais.” 01/11/2009 24
LRD As Luzes, o Reformador e o Déspota: do mecenato pombalino ao desterro 23/05/2013 24
Avaliação e acompanhamento socioeconômico e ambiental das comunidades tradicionais em áreas de manguezal com o repovoamento do caranguejo-uçá como forma de garantir a manutenção da atividade extrativista e geração de emprego e renda. Vigência: 2011 a 201 05/05/2011 24
Estado, comércio e navegação no Atlântico: um estudo da capitania do Espírito Santo 01/03/2008 24
Estado, comércio e navegação no Atlântico: um estudo da capitania do Espírito Santo - Parte II 01/08/2011 24
Estado, memória e poder: discussões e conformações da República no Brasil e no Espírito Santo 04/03/2013 24
EM Ex-Mancipatio: a expressão jurídica da emancipação dos escravos no Brasil 01/03/2012 24
FRIMP Fronteiras e identidades no Império Romano: perspectivas étnicas, religiosas e de gênero 01/08/2009 24
GOVERNO À DISTÂNCIA NAS PARTES DO BRASIL: A ADMINISTRAÇÃO DOS DONATÁRIOS AUSENTES DA CAPITANIA DO ESPÍRITO SANTO (1627-1674) 01/09/2015 36
GEDOPS/ES Grupo de Estudo sobre os arquivos da Polícia Política do Espírito Santo - DOPS/ES (1930-1985) 10/01/2011 91
HM História e Hermenêutica: fundamentos sobre o método compreensivo 21/05/2010 6
HLNT História, Linguagens e Novas Tecnologias de Informação na Sala de Aula 01/11/2011 24
HEH Historiografia e escrita da história no século XIX: escolas históricas, revistas de história e historiadores 10/05/2011 24
HEH2 Historiografia e escrita da história no século XIX: escolas históricas, revistas de história e historiadores 30/10/2013 24

Páginas

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910