Defesa de dissertação de mestrado de Gabriela Contão Carvalho

Título: Os gregos na África do Norte: Heródoto e a representação da Líbia como uma heterotopia (século V a.C.)
Data de defesa: 01/10/2020
Horário: 14h
Local: sala de reunião virtual

Banca Examinadora:  Gilvan Ventura da Silva (Presidente/Orientador – UFES)
Érica Cristhyane Morais da Silva (Examinador Interno - UFES)
Belchior Monteiro Lima Neto (Examinador Interno - UFES)
Alessandra André Chiminazzo (Examinador Externo - SEDU-ES)

Resumo: Objetivou-se investigar a representação elaborada por Heródoto sobre os líbios, no contexto da Grécia Clássica (século V a.C.). Para tanto, analisou-se a obra História, na qual o autor, além de tratar do conflito que opôs os gregos aos persas, descreve usos e costumes de uma grande quantidade de povos que gravitavam em torno do Mediterrâneo. Do ponto de vista da base empírica, selecionou-se, para análise, o livro IV, Melpomene, pois é nele que o autor descreve as comunidades nômades e sedentárias da Líbia, bem como o espaço por elas ocupados. Defende-se a hipótese segundo a qual Heródoto, por meio da sua obra, se apresenta como um porta-voz dos valores da pólis, incluindo a maneira como os gregos lidavam com o espaço, razão por que sua narrativa sobre o modus vivendi dos líbios adquire uma dimensão espacial evidente. O espaço habitado pelos líbios é convertido, na narrativa de Heródoto, numa heterotopia, num espaço degradado, estabelecendo-se uma oposição entre os usos e costumes líbios e os gregos. Como, no século VII a.C., um grupo de tereus fundou, no litoral da África do Norte, uma apoikia chamada Cirene, consultaram-se também alguns relatórios de escavação, a fim de compreender como ocorreu a apropriação do território líbio pelos gregos e de definir as linhas gerais do espaço com o qual o autor deparou. Do ponto de vista teórico, empregaram-se, na pesquisa, os conceitos de representação, heterotopia, fronteira e identidade. Já do ponto de vista metodológico, aplicou-se à obra de Heródoto a análise de conteúdo, tal como proposto por Laurence Bardin. Todos esses recursos permitiram estudar a representação de Heródoto sobre os povos e os territórios da Líbia no século V a.C.

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910