Defesa de dissertação de mestrado de Anny Barcelos Mazioli

Título: O Livro das confissões de Martin Pérez e a disciplina corporal na Península Ibérica do século XIV

Data de defesa: 04/07/2018
Horário: 14:00
Local: sala 308 do prédio Bárbara Weinberg, CCHN - UFES

Banca Examinadora: Sérgio Alberto Feldman (Orientador)
Patrícia Maria da Silva Merlo (Examinador Interno)
Dulce Oliveira Amarante dos Santos (Examinador Externo - UFG)
 

Resumo:

As sociedades humanas são permeadas por códigos discursivos que determinam suas bases e guiam os comportamentos de seus integrantes. As relações sociais envolvem crenças, valores e expectativas. Assim, o estabelecimento de significantes e significados culturais é condição sine qua non para a formação da sociedade. Esses significantes quase sempre estão aliados aos interesses das camadas sociais dominantes. A partir desses pressupostos, essa dissertação avalia como o corpo e o sexo são objetos do controle exercido pela Igreja, configurados como uma via para que a instituição obtenha a dominação social. Para essa avaliação, o estudo analisa as relações construídas no embate entre: natureza e impulsos corporais versus comportamento visto como civilizado ou não pecaminoso, segundo o discurso religioso medieval. Mais especificamente, são observados, tendo como fonte o Livro das confissões de Martin Pérez, os discursos acerca do corpo e do sexo produzidos pelos eclesiásticos ibéricos no século XIV. A partir dessa obra, busca-se indicar a disciplina corporal proposta pela Igreja. Para tanto, são aplicados os pressupostos da análise do conteúdo como método de análise da fonte histórica em questão. O estudo ora apresentado busca, portanto, responder à seguinte questão: Como o discurso eclesiástico, ao disciplinar os corpos e regulamentar a prática sexual, se propõe a servir ao ideal civilizador? Acreditamos que, a partir da confissão – técnica pela qual a Igreja foi capaz de aprofundar sua dominação ideológica – , da condenação do prazer e do controle estrito das práticas sexuais, a Igreja propôs o distanciamento cada vez maior do corpo para com o estado de natureza, imprimindo o ideal sociocultural na vida cotidiana dos fiéis.

 

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910