Defesa de dissertação de mestrado de Melissa Moreira Melo Vieira

Título: Exílios, identidades e redes sociais: a dinâmica do conflito entre arianos e nicenos segundo Hilário de Poitiers (343-361)

Data de defesa: 05/07/2018
Horário: 09:00
Local: sala 113 do prédio Bárbara Weinberg

Banca Examinadora: Érica Cristhyane Morais da Silva (Orientador)
Gilvan Ventura da Silva (Examinador Interno)
Belchior Monteiro Lima Neto (Examinador Interno)
Helena Amália Papa (Examinador Externo - UNIMONTES)
 

Resumo:
Nesta dissertação, tivemos como objetivo analisar o conflito político-religioso ocorrido entre nicenos e arianos no Ocidente, em geral, e nas Gálias, em específico, durante os anos 343 e 361 d.C. Para tanto, estudamos as cartas Ad Constantium Augustum e De Synodis, a inventiva Contra Constantium Imperatorem e o dossiê Adversus Valentem et Ursacium, escritos por Hilário de Poitiers entre 356 e 360. As obras do bispo de Poitiers representam um momento de interferência imperial importante na configuração político-religiosa no Ocidente durante o governo de Constâncio, onde, no complexo das sociabilidades, os discursos doutrinários concorriam por legitimidade e apoio imperial. Buscamos compreender, por meio das obras de Hilário de Poitiers e com um enfoque nos mapeamentos das redes sociais entre bispos citadas nestas, como essas relações estabelecidas dentro das coligações episcopais nicenas reconfiguraram o mapa religioso ocidental, contribuindo para o redimensionamento das relações de poder. Para tanto, utilizamos o conceito de representação de Roger Chartier, o de poder de Pierre Bourdieu e Michel Foucault, o de identidade de Tomaz Tadeu da Silva e o de redes sociais de Adam Schor como aportes teóricos. No que se refere, ao instrumental metodológico, utilizamos a Análise de Conteúdo de Laurence Bardin.

 

 

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910